terça-feira, 9 de novembro de 2010

Prémio Dardos


Este bonito selo foi atribuído aqui ao Fio de Ariadne, pelo Miguel Gomes Coelho e pelo seu Vermelho Cor de Alface. Agradeço imensamente ao Miguel, não só pelo selo/prémio, mas, sobretudo, por saber que ele acompanha e partilha comigo estes meus pequenos devaneios literários com amizade. Se é que eles têm algum valor, isso prende-se certamente apenas com o facto de a sua atenção e companhia serem uma constante - o que se aplica também a todos os outros/as que gentilmente me acompanham.

«O Prémio Dardos é o reconhecimento dos ideais que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc... que, em suma, demonstrem a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre as suas letras e as suas palavras. Estes selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre blogueiros, uma forma de demonstrar o carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.»

O Dardos requer que algumas regras sejam respeitadas:

- Exibir a imagem do Selo no blogue;
- Revelar o link do blogue que me atribuiu o Prémio;
- Escolher 10, 15 ou 30 blogues para premiar.

Indicarei, assim, as minhas escolhas para este prémio, limitando-as a alguns espaços que  vou acompanhando e que  considero possuírem vocação literária. Com votos de que continuem a enriquecer a blogosfera e a presentearem-nos com a sua boa intervenção e companhia.










Estas nomeações são acima de tudo um gesto de reconhecimento e admiração da minha parte para com os nomeados, pelo que não espero outra coisa, a não ser que façam agora, apenas e só como entenderem. Com um abraço.

14 comentários:

Porfirio Silva disse...

Ana Paula,
Pela parte dos "monstros antigos", agradeço muito. Nunca ninguém fala desse blogue, mesmo aquela meia dúzia de pessoas que sabem que existe o meu "blogue de combate", o Machina Speculatrix. É muito delicado da tua parte fazeres essa exploração. Só que o "monstros antigos" é um recanto com uma respiração própria, muito lenta e recatada. Tímida, até. Receio que lá não fique bem uma menção a um prémio... Não ficas muito zangada se o "monstros antigos" digerir a tua atenção com prazer mas em silêncio?
Um beijo.

T.Mike (Miguel Gomes Coelho) disse...

Ana Paula,
fico meio não presta com as suas palavras.
Em nome do "João" um obrigado muito grande.
Um abraço.

RAA disse...

Incorrigível Ana Paula!
Obrigado e um abraço.

Ana Paula Sena disse...

Não fico nada zangada, Porfírio. Pelo contrário, entendo perfeitamente, e faço votos de que o "monstros antigos" continue a respirar a atmosfera que lhe é própria, sem qualquer tipo de perturbação - de Dardos ou de outra coisa qualquer. E aí, certamente, quer o prazer, quer o silêncio justificado, terão lugar.
Um beijo.

Ana Paula Sena disse...

Miguel: muito obrigada, mais uma vez, pela sua excelente companhia.

O "João Olhos no Mar" é um lugar de genuíno bem-estar. Faço votos de que continue...

Um abraço.

Ana Paula Sena disse...

Ricardo: não tenho emenda! :)

Um abraço.

Bandida disse...

obrigada, Ana Paula!

um enorme abraço

tiaselma.com disse...

Parabéns, Ana e demais blogues merecidamente premiados!

Sucesso!

Ana Paula Sena disse...

Outro abraço bem apertado, para ti, Bandida!

Ana Paula Sena disse...

Querida Selma, muito obrigada!

O seu bonito espaço também será premiado.

Beijinhos :)

Mateso disse...

Obrigada Ana Paula. Na verdade foi algo de pouco expectável. Admira-me a sua escolha. O Artmus é assim uma coisa bem pequenina. Grata pela escolha.
Enviei-lhe um e-mail.
Bj.

Ana Paula Sena disse...

Mateso: eu nunca esqueceria os excelentes contos que sempre li no Artmus. Ficaram gravados na minha memória.

Permita-me divergir um pouco: só pode tornar-se grande! Tomara que continue... :)

Beijinhos e muitos parabéns.

alice disse...

bem-haja por esta nomeação, ana paula. espero poder acompanhar melhor o seu blog, agora que terei mais tempo para a net. um beijinho*

Ana Paula Sena disse...

Gosto que estejas por aqui, Alice :))

Beijinho grande, e muitos parabéns pela tua mais recente publicação.

The Beggar Maid
Sir Edward Burne-Jones
Theseus in the Labyrinth
Sir Edward Burne-Jones

Obrigada!

Veio do aArtmus

Obrigada!

Veio do Contracenar

Obrigada!

Obrigada!

Dedicatórias

Todos os textos - À Joana e à Marta